Dicas para reduzir a disseminação da COVID-19 nas indústrias gráficas e convertedoras

PUBLISHED

Compartilhe este news. Ele pode ajudar alguém a informar-se melhor e evitar a disseminação do vírus.

Embora os impressores, ajudantes, coloristas, preparadores e outros colaboradores trabalhem a maior parte do tempo, mais “isolados” em seus equipamentos, alguns cuidados podem ajudar a reduzir a disseminação do contágio.

Baixe grátis agora mesmo, como cortesia, a última edição de 2020 da ProjetoPack em Revista.

Baixe gratis agora mesmo, a última edição de 2020 da ProjetoPack em Revista.

A indústria gráfica, de rótulos, etiquetas e embalagens são vitais à sociedade – sem elas não haverá nem medicamentos, nem alimentos abastecendo a população. Tentamos compilar aqui algumas dicas que possam ajudar no combate ao COVID-19:

  • Assepsia das mãos é parte da cultura das empresas do nosso segmento, principalmente as que fornecem materiais às indústrias alimentícias. Mas é preciso reforçar a necessidade de manter as mãos limpas adequadamente; é preciso disponibilizar desinfetantes a base de álcool nos postos de trabalho e lembrar-se de que painéis das máquinas (o que inclui controles wireless, telas do tipo touch e intrumentos de medição como espectrodensitômetros, que não podem ser manuseados com luvas nitrílicas) devem ser desinfetados antes e após o uso;
  • Trabalhadores que estiverem se sentindo mal e com sintomas de gripe ou resfriado devem permanecer em casa (ou que possuam membros da família com os sintomas);
  • É preciso encorajar a “etiqueta respiratória”, o que inclui cobrir o rosto no caso de tosse ou espirro e manter uma distância segura (3 metros) ao falar com o colega;
  • Os três momentos mais críticos, com maior fluxo de colaboradores na produção são os setups, aprovações e trocas de turno. Cuidado redobrado e observação das distâncias seguras;
  • Em caso de dúvida do impressor nas aprovações, ao chamar o supervisor ou inspetor de qualidade, deixe a amostra na cabine de luz, afaste-se para a avaliação do outro profissional;
  • Nos setups, demarcar (algo que já deveria ocorrer normalmente) um local de pré-setup e solicitar que os auxiliares ou equipe de apoio entregue as peças, tintas e fôrmas, previamente checadas, no espaço designado. Empresas que não possuem uma sistemática de setup baseada em produção enxuta tem maior fluxo de pessoas, de forma atabalhoada, entrando e saindo dos decks da impressora e esbarrando umas nas outras;
  • Celulares e outros itens pessoais devem ser mantidos nos armários e não devem ser levados à fábrica. Evidentemente, precisam ser limpos e desinfectados antes e depois do uso;
  • Reforce as políticas de 5S (busca, procura e espera resultam em maior manipulação de objetos e superfícies) em toda a empresa, desde a portaria até a prensagem de aparas;
  • Crie um procedimento de auditoria diária para identificar e isolar colaboradores doentes e com os sintomas da COVID-19. Distribua material educativo a respeito a todos os funcionários; o uso de máscaras pode ajudar a retardar a disseminação do vírus;
  • Restrinja o acesso à fábrica. A movimentação intersetorial deve ocorrer somente em caso de necessidade;
  • Intensifique a gestão visual. Mais gestão visual significa menos necessidade de contato direto para transmissão de ordens e orientações, além de diminuir a ansiedade e o nervosismo;
  • Intensifique a sinalização, pelo mesmo motivo. Espalhe instruções impressas (cartazes) de como lavar as mãos, reconhecer sintomas da infecção e o que se deve ou não fazer;
  • Se possível, dar orientações nutricionais aos colaboradores de como melhorar a sua dieta para reforçar a imunidade e, no caso de alimentação na empresa, reavaliar o cardápio com o mesmo fim.
Share this:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Related

Subscribe to Infopack on LinkedIn

Posts Relacionados

Arquivo