DIC deve adquirir o negócio global de pigmentos da BASF

Esta semana a Comissão Europeia autorizou, sobre a égide da legislação de fusões da União Européia, a proposta de aquisição da Basf Colors & Effects pela DIC Corporation.

PUBLISHED

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

DIC Corporation foi fundada em 1908 para produzir e vender tintas de impressão. Desde então, a empresa passou a diversificar seus negócios em atividades correlatas em setores como pigmentos orgânicos e resinas sintéticas.

Com mais de 170 subsidiárias, o grupo tem negócios em mais de 60 países ao redor do mundo, e suas vendas para fora do Japão representavam, já em 2017, mais de 60% do faturamento.

Estima-se que o grupo DIC (proprietária da Sun Chemical) possua uma participação de mercado em tintas de impressão na ordem de 30% a 35%, embora tintas de impressão representem, ano após ano, parte menos relevante no lucro auferido (em meados de 2018, já se falava em 30% dos lucros).

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Esta semana a Comissão Europeia autorizou, sobre a égide da legislação de fusões da União Européia, a proposta de aquisição da Basf Colors & Effects pela DIC Corporation. Dentre as cláusulas do acordo estaria o desinvestimento, por parte da DIC, da principal planta de produção de pigmentos como forma de preservar a competição no mercado.

BASF e DIC são duas empresas líderes de mercado na produção e comercialização de pigmentos e corantes. Em um certo número de categorias de pigmentos, elas são as duas empresas líderes em nível global, inclusive.

Embora o processo de análise de uma fusão desta envergadura seja espinhoso, com grande possibilidade de fomentar ou reforçar o monopólio em uma dada categoria de produtos – ao nosso ver, temas como a influência asiática nos últimos anos no âmbito da indústria de pigmentos, os custos associados à troca de fornecedor aos usuários destes produtos, a qualidade e confiabilidade (sob judice) e a dificuldade de se competir em virtude de práticas comerciais predatórias – criou o ambiente favorável para, em pouco menos de dois anos, a coisa de fato acontecer.

O preço de compra na base “cash and debt-free” será de €1.15 bilhão.

A DIC é uma companhia japonesa listada na bolsa de Tóquio, com cerca de 20 mil colaboradores em todo o mundo. Espera-se que ela venha a faturar por volta de €8 bilhões até 2025.

O negócio de pigmentos da BASF, por sua vez, emprega cerca de 2600 colaboradores e gerou uma receita de vendas em 2018 na ordem de €1 bilhão.

Publicado por:

Aislan Baer Fundador e CEO da ProjetoPack & Associados; Co-fundador da Inovagraf; Especialista em impressão e embalagens.

Share this:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Campos obrigatórios são marcados com *

Related

Subscribe to Infopack on LinkedIn

Posts Relacionados

Categories

Arquivo