Começam a despontar as “PackTechs”

Como a PrintOnPack existem inúmeras iniciativas ao redor do globo para solucionar problemas de embalagem.

PUBLICADO

printonpack

Todos os anos e desde há muito, nos acostumamos a ver empresas de garagem do vale do silício angariando verdadeiras fortunas e, algum tempo depois, abrindo suas IPO’s.

Nesse mundo do fund raising e da tecnologia, nos familiarizamos com termos como unicórnio (start-ups que atingiram a marca do bilhão, a exemplo de 99, Nubank, Gympass, Ebanx, Loggi, Quinto Andar, Movile, Wildlife, VTEX, Loft e Creditas), Fintechs (inovação na área de serviços financeiros com tecnologia), healthtechs (saúde e bem estar), foodtechs (alimentação), edtechs (educação), legaltechs (jurídica), proptechs (imobiliária) e tantas outras.

Baixe grátis agora mesmo, como cortesia, a última edição de 2020 da ProjetoPack em Revista.

Baixe gratis agora mesmo, a última edição de 2020 da ProjetoPack em Revista.

A bem da verdade, o mundo está num processo transformacional tão amplo e rápido, que não é nenhum exagero a profecia de que 85% das profissões que existirão em 2030 sequer foram criadas ainda.

Este processo de inovação disruptiva, centrada em tecnologia e que muda o modelo de negócios ao trazer escalabilidade, virtualização e eliminação ou redução de custos operacionais – a parte “tech” da coisa – é aplicável a todos os segmentos e descortina inúmeras oportunidades. Com a indústria gráfica, de rótulos e embalagens, isso não poderia ser diferente.

A tarefa árdua, todavia, é que estas mudanças são rápidas e sutis, o que torna o monitoramento difícil. Quando você percebe… “bum, temos uma nova indústria irreconhecível”. Imagina como devem ter se sentido empresas como as grandes vídeo locadoras ao caírem em si com a Netflix (e as plataformas de streaming). Ou as grandes redes hoteleiras ao identificar o “estrago” de um modelo de negócios como o Airbnb.

Pois bem. A start-up PrintOnPack.com, um marketplace de embalagem angariou 450,000 do fundo SuperHero Capital para “tunar” a sua plataforma e transformar a indústria de embalagens, que ainda é bastante manual e galgada na figura do representante comercial e nas planilhas para cálculo do preço de venda.

A start-up afirma que a indústria de embalagens carece de transparência, é extremamente complexa e que ofertas da mesma idêntica embalagem podem variar em média 88% e, em casos extremos, mais de seis vezes o valor entre competidores.

A PrintOnPack.com já congrega mais de 120 fabricantes de soft packaging, que entregam ao consumidor uma informação técnica precisa e transparente do que será produzido e a que preços.

Em apenas um ano, a PrintOnPack processou mais de 500 pedidos de 10 países diferentes, num montante que supera as 3 milhões de embalagens. Ivars Sudmalis, Ingars Zagorskis e Ivars Mirošnikovs, veteranos da indústria de embalagens e fundadores da companhia devem estar bastante satisfeitos com aquela que pode ser considerada uma verdadeira “PackTech”.

Como a PrintOnPack existem inúmeras iniciativas ao redor do globo para solucionar problemas de embalagem: escolha de materiais, geração instantânea de ofertas, comparação de preços, avaliação do impacto ambiental, ligação de elos da cadeia com fins de logística reversa e economia circular e muito mais.

Gradual e silenciosamente, estamos vendo o surgimento das PackTechs. Em alguns anos o nosso mercado será outro. É bom não dormir no ponto.

Compartilhe isso:

2 resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Assine o Infopack no LinkedIn

Posts Relacionados

Arquivo