O que aprendemos no PackCast com a MagSac Embalagens?

Saiba como foi a nossa entrevista com o diretor de operações da Mag Sac

PUBLISHED

Dando sequencia à segunda temporada do nosso podcast, entrevistamos a tradicional convertedora de embalagens flexíveis do interior paulista, a MagSac Embalagens. Falamos com seu diretor de operações, Oswaldo Defin Nogueira.

Mantendo o protocolo, aproveitamos o vídeo para o formato webcast em nosso canal do YouTube (convidamos a todos para se inscreverem em ambos, links ao longo da postagem).

Baixe grátis agora mesmo, como cortesia, a última edição de 2020 da ProjetoPack em Revista.

Baixe gratis agora mesmo, a última edição de 2020 da ProjetoPack em Revista.

Produzindo ao redor das mil toneladas mensais de embalagens flexíveis, a convertedora do middle market chama a atenção pela variedade de seu portfólio: filmes lisos e impressos em flexografia, monocamada e laminados, sacos e bobinas, filmes gofrados de uso industrial, TNT, ráfia convencional e laminada, estruturas com revestimento por extrusão (extrusion coating) e por aí vai.

Esta heterogeneidade de portfólio tem, no entanto, um denominador comum: a MagSac especializou-se na produção de lotes pequenos e médios e especialidades (aquilo que os clientes percebem como um produto com um grau extra de complexidade, o que de alguma maneira ajuda a fidelizá-los).

Em uma das inúmeras passagens interessantes da entrevista, Oswaldo comenta sobre a experiência profissional na venda de uma fábrica voltada à prestação de serviços de impressão em rotogravura e flexografia.

“Quando o empresário possui diversas unidades de negócio interligadas, ele acha que tem controle pleno, mas é muito fácil equivocar-se fazendo estimativas e aproximações. O grande problema do nosso setor de flexíveis hoje é custear corretamente.”

sentenciou oswaldo, sobre os preços extremamente baixos encontrados no mercado.

Oswaldo percorreu temas espinhosos como o da sucessão no setor, a escassez de matérias-primas termoplásticas e a viabilidade econômica de se investir numa impressora gearless de última geração em setores que não remuneram o investimento a contento – embora concorde que o tema da produtividade impele, queira o empresário ou não, para que se invista nas últimas tecnologias disponíveis que diminuam os tempos mortos em ajustes e paradas no processo.

A Magsac tem uma presença importante no setor de filmes gofrados e geotécnicos, e comenta durante o bate-papo no PackCast sobre a indústria automobilística e de obras de infraestrutura, duas das principais demandantes destes materiais. Vale muito a pena assistir a esta aula super técnica e abrangente proporcionada pela Magsac aos ouvintes e telespectadores do nosso canal no YouTube.

Leia também:
Entrevista com Sergio Carneiro, da SR Embalagens

Share this:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Campos obrigatórios são marcados com *

Related

Subscribe to Infopack on LinkedIn

Posts Relacionados

Arquivo